Itens compartilhados de Juliano

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Indonesian tribe picks Korean alphabet as official writing system

SEOUL, Aug. 6 (Yonhap) -- A minority tribe in Indonesia has chosen to use Hangeul as its official writing system, in the first case of the Korean alphabet being used by a foreign society, a scholars' association here said Thursday.

The tribe in the city of Bauer and Bauer, located in Buton, Southeast Sulawesi, has chosen Hangeul as the official alphabet to transcribe its aboriginal language, according to the Hunminjeongeum Research Institute.

The Indonesian ethnic minority, with a population of 60,000, was on the verge of losing its native language as it lacked a proper writing system, the institute said.

The city of Bauer and Bauer began to teach students the Korean alphabet last month, with lessons based on textbooks created by the Korean institute.

Composed of writing, speaking and reading sections, all texts in the book -- explaining the tribe's history, language and culture -- are written in the Korean script. The book also includes a Korean fairy tale.

The city plans to set up a Korean center next month and to work on spreading the Korean alphabet to other regions by training Korean language teachers.

Linguists here expressed hope that the case will become a stepping stone to spreading and promoting the Korean alphabet globally. The Hunminjeongeum Research Institute has been trying for several years to spread the Korean alphabet to minority tribes across Asia who do not have their own writing system.

"It will be a meaningful case in history if the Indonesian tribe manages to keep its aboriginal language with the help of Hangeul," said Seoul National University professor and member of the institute Kim Joo-won. "In the long run, the spread of Hangeul will also help enhance Korea's economy as it will activate exchanges with societies that use the language."

Prof. Lee Ho-young, who helped create the Korean textbook for the Indonesian tribe, said it was a "historical case" for the Korean alphabet to be used in preserving the traditional language of a foreign society.

"I hope the case will serve as a meaningful opportunity to show off the excellence of Hangeul outside of the country," he said.

5 comentários:

Santo Isaac disse...

WTF?!

Séfora disse...

Por acaso vc escreveu a palavra "Korean" 12 vezes!!! só pq o governo coreano está monitorando os blogues dos estrangeiros , ou é impressão minha???Então? esse post foi escrito por puro "ímpeto" ou só pra ganhar uns brindes ??? tsk tsk...Morra.Obrigada (tm Morróida).

Juliano disse...

Se você leu e não entendeu, vou explicar.
Eu não estou nem aí para esse pessoal, primeiro por que nem me chamaram; segundo, porque mesmo se tivesse me chamado, eu nunca iria fazer esse puxa-saquismo como os outros estão fazendo. O governo está dando todas as técnicas para eles falarem só bem da Coreia, e eu acho isso uma falta de vergonha na cara: comprando descaradamente os alunos, só para conseguir uma forma barata de marketing (quase vitalício). Muitos fatos serão destorcidos por causa disso, ou, ao menos, muito será omitido.

E, por acaso, se você não prestou atenção, eu não escrevi este post, é só uma citação da agência de notícias Yonhap News. Eu achei interessante (e estranho, obviamente), e resolvi pô-lo aqui.
Nunca contei palavras para nada em meu blog, nem tenho tanto interesse nisso. Eu escrevo para mostrar, para quem quiser ler, as coisas que penso e que vivo. Principalmente os fatos mais estranhos, como este de os coreanos agora estarem buscando um tipo de colonização cultural. Não é preciso nem dizer que o povo que aceitou o alfabeto, foi induzido a fazê-lo não pelo alfabeto em si, mas pelas ofertas que os coreanos fizeram de enviar tecnologia, livros didáticos, e outras ajudinhas. Até o pessoal do meu departamento (Dep. de Linguística da Univ. Nacional de Seul) disse achar estranho isso.
Bem, fico por aqui.
Grato, faleça.

Henrique disse...

Juliano, meu filho! Você tá muito "brabo" com os marketeiros da Coreia... carrrrma! Concordo que estejam querendo comprar os blogs da galera... mas é aquela coisa né: participa quem quer. E vc bem que podia tá participando tb. Ninguém teve que assinar contrato nenhum dizendo que vai só falar bem da Coreia. Eu fui às reuniões pra ver como era, comi e viajei "de grátis", mas não vou mudar o tom do meu blogue (pelo menos acho que não). Falo das viadagens e das virtudes coreanas do mesmo jeito. Se quiserem me dar uns trocados, bem. Se não, eu já tava escrevendo de graça mesmo... :P

Quanto a essa tribo aí, temos que ver a estrutura fonológica da língua deles. Acredito que se for parecidíííísssima (leia-se QUASE IGUAL) à do coreano, compense mesmo adotar Hangeul como forma escrita. Caso contrário, vão ter que inventar um monte de regra nova, com "patchims" diferentes, que só vai complicar tudo, e então o alfabeto romano viria mais a calhar (ou encalhar).

E aí, de férias??? (risos, já prevendo sua resposta...)

Abraço!

Séfora disse...

Tão tá... Pelo menos assim vc me responde...

Pesquisar em blogues de brasileiros na Coreia

Resultado da pesquisa